Impronozes

Posts tagged impro

0 notes

Espontânea: novo long form que estréia em SP

Um novo espetáculo de longa improvisação para o público de São Paulo! E a nossa pequena Michelle Gallindo faz parte deste elenco. Confira:


Por Thaís Hércules

Colaboradora do Portal Improvisando

Espontânea segue a linha de espetáculos de impro aberta aqui no Brasil por Caleidoscópio, da Cia. no Quintal, Sobre Nós da Uma Companhia e Segredos do Teatro do Nada: a pesquisa no formato em long form. Em Espontânea, os pontos de partida para a construção de uma história são múltiplos: poemas selecionados, frases sugeridas pelo público e um poema criado em diversas mãos pelos espectadores.

Há dois aspectos neste trabalho bastante interessantes. O primeiro deles é que o improviso surgiu de uma pesquisa anterior, sobre dramaturgia, realizada pelo ator e diretor Ian Soffredini. E, em segundo lugar, alguns dos atores selecionados para fazer parte do trabalho jamais participaram de algum projeto de improvisação como espetáculo, somente dois deles são conhecidos pelo público da impro paulistana: Michelle Galindo (Impronozes) e Leandro Alves (Imprópria). Assim, as diferentes experiências anteriores dos atores auxiliam na construção de uma história que pode transitar por diferentes gêneros teatrais.

Espontânea

O que pode acontecer quando você mesmo sugere o conteúdo para uma peça e acompanha o desenrolar da história? Certamente um espetáculo nunca será igual ao outro. Essa é a proposta do espetáculo Espontânea, que usa a técnica de improvisação, nesse projeto inovador do Núcleo EsTeP – Núcleo de Estética Teatral Popular que estreiou dia 30 de maio, no Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis.
O espetáculo traz uma nova forma de improviso onde o público aponta o rumo e contribui com estímulos que servirão de inspiração no desenvolvimento do espetáculo, através de frases criadas e de poemas selecionados nas obras de grandes nomes da literatura. “Os atores são transformados em dramaturgos e a plateia pode contemplar todo o processo criativo normalmente confinado às salas de ensaio. Inclusive a música e a iluminação são desenvolvidas ao mesmo tempo em que o espetáculo está acontecendo”, explica Ian Soffredini, produtor e diretor de pesquisa do Espontânea, que também atua no espetáculo.

O elenco formado pelos atores Ana Paula Dias, Ian Soffredini, Leandro Alves, Michelle Gallindo, Pedro Monticelli e Silvia Lhullier, convida o público a viver uma experiência ímpar (cada espetáculo terá uma história diferente com base nas escolhas do público) e desafiadora, pois exige raciocínio rápido e interação dos atores. O grande diferencial, em relação a outros espetáculos de improvisação que vêm se difundindo no Brasil, é que esse formato conhecido como “Long Form”, não é baseada em jogos de improvisação e esquetes curtas sem relação entre si, mas criar uma história completa, com começo meio e fim a partir das propostas da plateia, ao longo de uma hora da peça.

Ficha técnica

Diretor da Pesquisa: Ian Soffredini

Orientadores
Dramaturgia: Fabio Brandi Torres
Dramaturgia corporal: Eduardo Coutinho
Estética de Interpretação: Renata Soffredini
Acabamento de Espetáculo: Isser Korik

Elenco
Ana Paula Dias
Ian Soffredini
Leandro Allves
Michelle Gallindo
Pedro Monticelli
Silvia Lhullier

Trilha Espontânea: Felipe Siles e João Paulo Soran
Iluminação Espontânea: Daniel de Rogatis
Cenário e Figurino: Ana Paula Oliveira
Crédito Fotográfico: Simone Soffredini

Temporada

Estreia: 30 de maio

Temporada: até 5 de Julho

Horários: quarta e quinta, 21h

Local: Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis

Endereço: Av. Higienópolis, 618 / Terraço

Ingressos: R$10 (setor 2) e R$ 20 (setor 1)

Duração: 60 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Televendas: (11) 3823-2737 [Compre online]

impro long form Espontânea teatro

1 note

Uma noz no XIII Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá

Este ano, entre os dias 23 de março e 8 de abril, acontece na Colômbia a 8ª edição do Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá.

 O festival, que teve início no ano de 1988 e desde então, a cada 2 anos, realiza-se na cidade de Bogotá, reúne diferentes manifestações teatrais de diversos países da chamada Ibero-América. E claro que no meio de tanto teatro, a improvisação tem seu espaço reservado no festival com as partidas de Match de Impro, onde times da Colômbia, Espanha, México e Brasil disputam partidas por uma semana inteira.

Nesta edição o Brasil está representado por uma bonita mistura SP/MG, o time é o seguinte:

César Gouvea (Cia. do Quintal)

Ernani Sanchez (Cia. do Quintal)

Rafael Protzner (Companhia Trampulim e ator convidado da UMA Companhia)

Assis Benevenuto (Companhia 4los5 e ator convidado da UMA Companhia)

Rodrigo Arijon (Impronozes)

Isso mesmo senhoras e senhores, o nosso Rodrigo Arijon também estará em Bogotá, representando o país nas partidas de Match!

Para mais informações sobre o festival, acesse: http://festivaldeteatro.com.co/2012/improvisacion-teatro/bogota.html

Muita merda para o nosso destemido time de improvisadores desse Brasil varonil! Agora a pergunta que fica é…

O Arijon sabe falar espanhol???

É o que descobriremos no próximo capítulo, até logo!

Igor Canova

impro Impronozes Colombia Cia. do Quintal UMA Companhia

0 notes

Carteado

O ano de 2012 enfim começa na prática e nós do Impronozes não ficamos para trás com a folia do carnaval!

Amanhã, sexta dia 16/03 às 21h30 teremos a honra de participar como convidados da estréia da nova temporada do espetáculo de improvisação teatral “Carteado”,  com nossos amigos da Imprópria Cia. Teatral.

As nozes que representaram os naipes vermelhos serão Michelle Gallindo, Rodrigo Arijon e Igor Canova!

Apresentando o flyer tem meia-entrada, preparem suas fichas!

impro Impronozes Espetáculo nozes

12 notes

III Campeonato Brasileiro de Improvisação

Particularmente tenho um imenso carinho pelo II Campeonato Brasileiro de Improvisação que aconteceu no ano passado, em 2010. Creio que foi ali, naquele evento, que aconteceram coisas muito importantes para a imagem da improvisação brasileira: foi lá que os grupos de impro de diferentes estados passaram a se conhecer de fato. Três dias, improvisadores de todos os tipos, todos hospedados num mesmo albergue e numa energia nem um pouco competitiva, mas de troca e aprendizado. Foi uma das bagunças mais deliciosas das quais já participei!

A conseqüência disso tudo foi a continuidade da amizade e coleguismo entre os grupos. Posso dizer que nesse último ano em São Paulo houve uma união muito boa entre os improvisadores. Sem contar com os novos amigos cariocas, mineiros e paranaenses que fizemos.

Para o Impronozes em especial esse evento foi muito marcante, pois dentro dele criamos um nome, um logo, um uniforme, ou seja, uma identidade. Antes do campeonato éramos apenas um grupo de estudos e depois dele viramos um grupo de fato. Por essas e outras que guardo um enorme carinho pelo evento.

Um ano depois, no III Campeonato Brasileiro de Impro, 15 dias após nossa estréia em Sampa, voltamos para a cidade mais que maravilhosa a fim de competir. Dessa vez com mais experiência, identidade, um novo (e mais novo) integrante, Igor Canova, e vários instrumentos , táticas e trocadilhos a mais.

     

                                              Nozes executando o hino

Uma linda oportunidade para rever velhos amigos e fazer novos. Conhecer o trabalho de alguns e se deliciar com os que já conhecíamos. Tudo numa grande festa, numa grande comemoração ao improviso.

Mas… Que surpresa!

Como foi que ganhamos tantos jogos?

Quando demos conta, havíamos enfrentado os cariocas Par ou Impro, Cachorrada, os amigos paulistas/mineiros da Imprópria, os nossos irmãos de Sampa Filhos de Carmem e, para o nosso espanto, saímos invictos disso tudo!

Fomos para final. Como? Por quê? Nozes mesmo não acreditávamos! Mas o fato era esse. Fizemos ótimos jogos ao longo de todo o campeonato. E agora lá estávamos nozes.        

Impronozes x Imprudentes. Paulistas x Cariocas. Melhor de 5 jogos.

Nos sentimos extasiados. Não só por estar na final, mas pelo campeonato inteiro. A energia, a troca, a felicidade de estar em palco, a alegria de estar improvisando… Tudo era incrível! E então, (in)felizmente, última partida.

Placar final: 12 x 1. Vitória: Impronozes.

Nessa hora, só me lembro de ter visto amendoins caindo do piso de cima do teatro e todos cantando o refrão do nosso hino “Lalalá Lalalalalá Lalalá Lalalalalá, Nozes!”. E no meio de lágrimas, abraços e sorrisos, o nosso troféu de campeões brasileiros de improvisação. Campeões? Sim, Campões! Porém, confesso que até agora é um pouco estranho quando me dou conta disso.

Queria agradecer a todos que de alguma foram fizeram parte desse campeonato. A todos os grupos com os quais tivemos o prazer de enfrentar e jogar juntos: Par ou Impro, Cachorrada com seus integrantes fofíssimos, Imprópria, amigos de jogos e de festas, Filhos de Carmem nossos amigos queridos do coração e da vida e, por último, Imprudentes que “atacaram” o espaço e o campeonato. Além disso, os outros grupos que não tivemos oportunidade de enfrentar, o curioso e instigante Baby Pedra e o Alicate (que só o nome do grupo já me ganhou!), UMA Companhia, os mineirins afiadíssimos, Cincomédia com toda a sua deliciosa cara-de-pau, e, por fim, Protótipo, amigões que nesse ano, na minha opinião, vence o prêmio de generosidade ao aceitar de última hora o pernambucano Tiago Gondim, do grupo Os Embromation, para jogar com eles. Um obrigado especial ao Dinho Valladares e a toda Cia de Teatro Contemporânea. Muito obrigado pelo carinho de todos!!!

Para finalizar, gostaria de dividir um comentário lindíssimo do carioca Taiyo Omura, um dos integrantes do Baby Pedra e o Alicate, que me emocionou imensamente:    

“[…] Fiquei muito feliz pela vitória do IMPRONOZES, pois eles foram unânimes em termos de qualidade de improviso, carisma, alegria em cena. […] A vitória do IMPRONOZES, para mim, não foi uma vitória do campeonato – foi uma vitória do IMPRO em seu estado puro contra um “impro-feijão-com-arroz-apelativo”: ao invés de lutar para tirar gargalhadas do público, o IMPRONOZES mostra o sentimento de voltar a ser criança, soltar a imaginação, e simplesmente ser espontâneo! Obrigado pela verdadeira aula de ser criança de novo! São lições assim que clareiam a esperança (às vezes ofuscada pela comédia forçada que também cresce se auto-intitulando ‘improviso’) no IMPRO! EVOÉ IMPRO! EVOÉ IMPRONOZES! EVOÉ AMIGOS!”

Creio que agora seja mais do que óbvio o enorme carinho que cultivo pelo campeonato desse ano também.

E que venham os próximos campeonatos!!

Evoé a todos! Evoé impro! Evoé NOZES!


Fotos: Juliana Dorneles


Michelle Gallindo

impro Impronozes Rio de Janeiro Campeonato Brasileiro de Improvisação nozes

1 note

PREMIÉRE MUNDIAL IMPRONOZES

Senhoras e senhores, é com muito orgulho que o Impronozes divulga sua estréia nos palcos de São Paulo e do resto do mundo com a Premiére Mundial Impronozes!

      

Nesta única apresentação, traremos uma seleção de jogos de improviso nos quais a participação da platéia, sugerindo temas e inspirando os jogadores, é essencial.

Onde: Teatro Commune - Rua da Consolação, 1218 - Centro

Duração: 50 min.
Recomendação: 14 anos
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$10 (meia)
Reservas: contato@impronozes.com.br

Impronozes impro espetáculos nozes